10 dicas para assentar pisos de grandes formatos

Sua obra está na fase de acabamento e chegou o grande momento de assentar o piso…

Dessa vez, o projeto requeria pisos de grandes formatos. E agora?

Hoje vamos te dar 10 dicas para assentar pisos de grandes formatos.  Temos certeza que, com essas orientações, seu serviço terá mais beleza, qualidade, durabilidade e rapidez.

 

1 – Cuidados necessários antes da aplicação

Antes de fazer a aplicação do piso, verifique se a superfície está sem irregularidades ou ressaltos.

Se estiver com deformidades, é preciso fazer o nivelamento e deixar a superfície lisa, limpa, seca e livre de qualquer mancha de óleo ou tinta.

Outra dica importante nessa fase é verificar no projeto como o piso será paginado (saber de que forma será disposto no ambiente) e por onde começar o assentamento.

 

2 – Capacitação

O segmento da construção civil está em constante transformação. A todo instante surgem novos produtos e formas diferentes de utilizar cada um deles.

O profissional deve estar atento às inovações do mercado e pesquisar a melhor maneira e ferramentas adequadas para o serviço. É a oportunidade de se atualizar! Isso fará uma grande diferença na finalização do acabamento.

 

3 – Armazenamento e transporte dos pisos cerâmicos

O local para guardar as peças deve ser protegido da umidade e próximo da área em que será utilizado. Quanto menos se manusear o produto, menor será o risco de quebra.

Faça o transporte das peças para o local de assentamento e siga as orientações do fabricante para armazenamento.

Se tratando de peças de grandes formatos, a movimentação não é simples, mas já existe no mercado sistemas de carregamento que facilitam essa tarefa!

 

4 – Aplicação de dupla colagem

Por determinação das normas NBR 13753 e 13754, todas as placas cerâmicas, com área igual ou superior a 900 cm², devem ser assentadas com dupla colagem, utilizando uma desempenadeira dentada.

Para peças de grandes formatos é essencial que essa técnica seja atendida.

A técnica de dupla colagem consiste em aplicar a argamassa colante na base (piso e parede) e no tardoz da peça (verso da cerâmica). Dessa forma, consegue-se uma melhor aderência durante o assentamento.

 

5 – Escolha da argamassa

É importante escolher uma argamassa correta. Já existem no mercado, argamassas especiais para grandes formatos. Elas são dosadas para garantir boa ancoragem dessas peças de grandes formatos.

 

 

 

6 – Assentamento das peças

Com o auxílio de ventosas, aplique as peças cuidadosamente sobre a argamassa. Faça batimentos com o martelo de borracha para um assentamento mais completo, amassando todo o sulco criado.

 

 

 

7 – Utilização de ventosas

As ventosas são muito utilizadas na colocação de vidros e outros tipos de painéis pesados. O que talvez nem todos saibam é que elas são úteis também para assentar grandes porcelanatos, devido ao fácil manuseio e à distribuição do peso da cerâmica durante a colocação.

Outra funcionalidade da ventosa é a retirada da peça cerâmica depois de assentada.

 

8 – Ajuste das peças

Com cada peça no seu devido lugar, coloque o espaçador entre uma peça e outra. Utilize o nivelador de piso MAX da Moldimplas para facilitar o assentamento do revestimento cerâmico. Com ele, o profissional tem a certeza de um alinhamento e nivelamento perfeito do revestimento, com economia de tempo e dinheiro.

Em seguida, faça o ajuste fino da peça para que ela fique corretamente encostada no espaçador e acompanhe o alinhamento das demais peças. Veja se as quinas das cerâmicas estão bem alinhadas.

 

9 –  Recorte das peças

Para fazer o corte de peças de grandes formatos, é se suma importância possuir equipamentos profissionais, pois essas peças são frágeis e se danificam facilmente. As maquinas da Montolit são excelentes para esse tipo de uso, além da precisão no corte, elas são fáceis de transporte e muito leves.

 

 

10 – Liberação do espaço

Após assentadas todas as peças, libere o tráfego para o pessoal da obra, respeitando o prazo que o fabricante da argamassa indica.

Não corra o risco de ver seu trabalho prejudicado.

Um trabalho bem-feito é sempre um cartão de visita para um potencial cliente.